Connect with us

cinema

Crítica – UglyDolls “Não acrescenta muito no geral”

O filme “UglyDolls”, dirigido pelo norte-americano Kelly Asbury, nos leva diretamente ao universo de Moxy, a protagonista da animação.

Juliana Melo

Published

on

O filme “UglyDolls”, dirigido pelo norte-americano Kelly Asbury, é baseado em uma linha de brinquedos que foi bastante popular no início dos anos 2000 e nos leva diretamente ao universo de Moxy, a protagonista da animação.

Dublada pela cantora Kelly Clarkson na versão original, Moxy é uma das moradoras da pequena cidade chamada UglyVille, local semelhante a uma favela para brinquedos com pequenas imperfeições que teriam sido jogados fora pela fábrica. Ou seja, UglyVille é basicamente um abrigo para os rejeitados, mas com um porém: eles não sabem disso, e sequer imaginam que aquele é o lugar em que passarão o resto de suas vidas. Tanto que o filme se inicia com um pequeno musical em que eles, e em especial a Moxy, refletem sobre a vida local e a expectativa em torno do “grande dia”, ou seja, o dia em que eles conhecerão o mundo real e poderão se tornar o brinquedo de uma criança.

UglyDolls

Essa ânsia por finalmente encontrar o seu dono é o que leva Moxy e seus amigos a desvendarem o mundo além de UglyVille. Nessa jornada, o grupo acaba no Instituto Perfeição, uma espécie de academia de treinamento, liderada por Lou, em que os brinquedos precisam atingir um estado de perfeição, e só depois disso eles são levados para conhecer os seus donos. No entanto, para brinquedos “feios” – e com o vilão Lou fazendo de tudo para não deixar que os moradores de UglyVille passem no processo seletivo – isso se torna uma missão praticamente impossível.

Será que os UglyDolls vão conseguir atingir o objetivo de conhecer o mundo real?  Será que passarão no teste? A “perfeição” realmente pode ser alcançada – e deve ser o fato mais importante nesse mundo de aparências? Ou será que existe muito mais por trás de um rostinho, e que deve ser igualmente apreciado?

Previsível desde o início e com uma mensagem igualmente óbvia, questiona-se a real necessidade de uma animação assim, uma vez que, na prática, “UglyDolls” não acrescenta muito no geral. Mesmo com a dublagem de artistas como Blake Shelton, Kelly Clarkson, Janelle Monaé, Nick Jonas e Pitbull, nem mesmo as canções são algo que conseguem o destaque esperado. No máximo umas três músicas, como “All Dolled Up”, dueto de Monaé com Clarkson, chega a comover o espectador e gruda na cabeça, mas no geral o repertório não é muito chamativo. Ainda mais se nos basearmos no cenário atual onde muitas animações têm roubado nossos corações com músicas como “Let It Go”, de Frozen.

Apesar de ser feito com a melhor das intenções, o roteiro não traz nada de novo e só ressalta diversas vezes questões como a auto-aceitação, persistência e a desconstrução do padrão perfeito – o que são assuntos pertinentes, mas a maneira como se constrói esses diálogos talvez não tenha sido a ideal por ser muito superficial.

Pode ser até que o longa atinja em algum nível relevante o público infantil, principal alvo da animação que precisa escutar a mensagem de que o importante é “ser você mesmo”. Na verdade, talvez seja até mesmo uma ótima distração para um filme de sessão da tarde, como passatempo. Mas, honestamente, não é  um filme verdadeiramente inovador.

UglyDolls estreia dia 16 de maio nos cinemas.

UglyDolls

7

Nota

7.0/10

Pros

  • Escolha de Dubladores
  • Colorido
  • Algumas musicas contagiam

Cons

  • Tema pertinente mas batido
  • Diálogos rasos

Estudante de Jornalismo e apaixonada por música, séries e filmes. 50% hobbit (altura, fome e sede por cerveja) e 50% trouxa - mas ainda acredito que a minha carta pra Hogwarts vai chegar.

Advertisement
Comments

CCXP 2019

CCXP | Descrição das cenas de Eternos

Na CCXP19, o chefe da Marvel Studios, Kevin Feige, apresentou a primeira exibição pública de imagens de Eternos.

Beatriz Souza

Published

on

Na CCXP19, o chefe da Marvel Studios, Kevin Feige, apresentou a primeira exibição pública de imagens de Eternos.

Feige disse que o clipe, exclusivo para os participantes do CCXP, continha

“imagens brutas retiradas da câmera”.

Começa com uma imagem dos Ikaris de Richard Madden entrando no quadro. Isso é seguido por uma foto em grupo de toda a equipe, um close de Sersi, de Gemma Chan, o logotipo do filme e outra foto do elenco em suas roupas. 

Em seguida, vem uma cena de Thena de Angelina Jolie, seguida pelo Ajax de Salma Hayek a cavalo, Kingo de Kumail Nanjiani dançando ‘Thena chutando a bunda e depois o diálogo de Hayek: “essas pessoas mudaram todos nós. Nós devemos protegê-los‘.

Após as filmagens de “Eternos”, Feige discutiu brevemente o próximo filme da Marvel, “Viúva Negra”, acompanhado por uma visão ampliada de algumas cenas apresentadas no recente trailer.

E então, tendo usado apenas metade do tempo alocado, e tendo falado do lançamento do Disney+ no Brasil no próximo ano, Feige encerrou abruptamente o painel sem novos anúncios.

UglyDolls

7

Nota

7.0/10

Pros

  • Escolha de Dubladores
  • Colorido
  • Algumas musicas contagiam

Cons

  • Tema pertinente mas batido
  • Diálogos rasos
Continue Reading

CCXP 2019

CCXP | Descrição do teaser do filme Viúva Negra

Os Eternos ganham teaser na CCXP19.

Beatriz Souza

Published

on

Durante o painel da Marvel que teve a presença do chefe do estúdio Kevin Feige, foi apresentado o teaser do futuro filme Viúva Negra

Confira a descrição abaixo:

A cena começa com David Harbour colocando o uniforme depois de anos e ainda cabe. Ele senta na mesa com a família e começam a ter uma discussão sobre como eles mudaram em 20 anos e a Natasha está de saco cheia. Corta para cenas do trailer divulgado e cenas insanas de ação. No fim, o Guardião Vermelho em uma conversa com A Natasha pergunta se “ele” já falou alguma coisa para ela. E ela pergunta: ele quem? E Harbour responde: O Capitão América, meu maior inimigo desde aquela época. A Natasha rebate: “Sério? A gente não se vê há 20 anos e tudo que você me pergunta é sobre ele?” Então acaba.

Também vou revelado um pôster exclusivo.

Continue acompanhando o Cabana Na CCXP.

UglyDolls

7

Nota

7.0/10

Pros

  • Escolha de Dubladores
  • Colorido
  • Algumas musicas contagiam

Cons

  • Tema pertinente mas batido
  • Diálogos rasos
Continue Reading

CCXP 2019

CCXP | Ryan Reynolds é ovacionado e fala sobre seu próximo filme

Eis o homem!

Beatriz Souza

Published

on

Ryan Reynolds foi recebido em grande estilo CCXP19. Os fãs o aplaudiram de pé e cantaram seu nome quando ele entrou na convenção para estrear o primeiro trailer de Free Guy.

Ele citou a influência de Robert Zemeckis, o diretor de De Volta Para o Futuro, e também nomeou o trabalho de Will Ferrell em Elf  e Petter Sellers em Being There como inspiração para seu personagem.

“Realmente queríamos trazer ao mundo um dia moderno de volta ao futuro para as gerações modernas”

Reynolds

O filme do diretor Shawn Levy se concentra em um homem chamado Guy (Reynolds), que descobre que ele é realmente um NPC (personagem não jogável) vivendo dentro de um videogame. O filme também conta com Lil Rel Howery, Utkarsh Ambudkar, Joe Keery, de  Stranger Things e  Jodie Comer, da Killing Eve. O filme não ocorre inteiramente no mundo dos videogames pois Ambudkar, Keery e Comer interpretam pessoas do mundo real que também possuem avatares de videogame.

“O filme é sobre a ascensão de um idealista em um mundo cínico”, disse Levy, que também exibiu imagens que a equipe trouxe anteriormente para a Comic Con de Nova York em outubro. 

“Free Guy  é o meu filme favorito, e isso significa muito para mim porque fiz Deadpool “, disse Reynolds.

Disney e 20th Century Fox abrem Free Guy em 3 de julho de 2020.

UglyDolls

7

Nota

7.0/10

Pros

  • Escolha de Dubladores
  • Colorido
  • Algumas musicas contagiam

Cons

  • Tema pertinente mas batido
  • Diálogos rasos
Continue Reading

Parceiros Editorias

error: Conteúdo Protegido