Connect with us

Colunistas

Joss Whedon – Porque os fãs da DC “odeiam” ele?

Em 22 de maio de 2017, Zack Snyder deixou a direção da Liga da Justiça, um dos filmes mais esperados, após o suicídio da filha.

Edi

Published

on

*Este é um artigo de opinião.

Em 22 de maio de 2017, Zack Snyder deixou a direção da Liga da Justiça, um dos filmes mais esperados, após o suicídio da filha. Fãs de quadrinhos de todo o mundo fizeram vários gestos de solidariedade. Por fim Joss Whedon, diretor do aclamado Vingadores e do esquecível Vingadores: Era de Ultron, assumiu a direção do filme da DC.

No começo, os fãs ficaram desapontados, mas conforme mais notícias foram saindo, mais informações foram surgindo de que Snyder havia, na verdade, sido demitido e que Joss Whedon entrou no lugar do diretor. Segundo vários rumores, o estúdio não havia gostado da versão de Zack Snyder e por fim havia contratado o novo diretor. Além disso, quando Joss Whedon assumiu, pessoas de longa data de trabalhos da DCEU, como Junkie XL, foram demitidos e Danny Elfman entrou no lugar de Junkie para compor a trilha do filme. Tudo isso faltando meses para o filme estrear.

Joss Whedon sabia onde estava entrando. O estúdio havia passado tudo para ele, desde o suicídio da filha de Zack até o que eles queriam com o filme. Qualquer profissional vislumbrando a situação pensaria: “Ora, não terei tempo para desenvolver esse projeto, então preciso de tempo.” Mas, provavelmente, o dinheiro investido na contratação do diretor não permitiu que fãs da DC tivessem o melhor filme da Liga da Justiça possível.

O próprio Danny Elfman disse que fez composições para o filme sem ver as cenas, mas sim, somente com desenhos, inviabilizando o trabalho de composição do artista. Durante a SDCC daquele ano, os atores do filme entraram sem a presença do diretor Joss e Ray Fisher entrou com uma blusa de “Eu amo Zack”, o que muita gente estranhou. Por fim, o filme da Liga da Justiça foi lançado. Tivemos cenas muito bonitas, mas os remendos estavam visíveis.

Também se estranhou cenas como por exemplo, “saindo de um veiculo, os membros da Liga da Justiça tiveram os traseiros à mostra, em um ângulo, no mínimo, estranho e uma piada do Flash que ficava por cima da Mulher-Maravilha que a maioria do cinema riu de sem graça (depois se descobriu que Gal Gadot gravou a cena digitalmente, o rosto dela foi colocado na cena, mas ela não estava lá devido à gravidez). A própria atriz parece que descobriu que a cena estava no filme após o lançamento, o que gerou reprovações da diretora de Mulher-Maravilha que teria dito: Não quero trabalhar em qualquer projeto com Joss Whedon.

Um fato curioso, Zack Snyder disse que jamais viu a versão da Liga da Justiça lançada nos cinemas, mas ao contrário desse projeto, James Wan fez questão de mostrar Aquaman para Zack pontuar seus pensamentos sobre o filme para ele. Parece que Zack Snyder ou alguém com poder suficiente, não queria Zack com qualquer relação com o projeto da Liga após sua saída.

Depois do lançamento e do fracasso do filme, vazou o roteiro de Mulher-Maravilha, escrito por Joss. Nesse roteiro, que foi liberado online, o roteirista foi acusado de ser “sexista” e “machista” por usuários do Twitter. Porém após a repercussão, o diretor depois perguntando sobre, disse que não viu qualquer erro no roteiro.

Quando as pessoas dizem que Zack Snyder foi a razão do fracasso do filme, na verdade essa informação não cabe. Além de Zack ter saído do projeto e nunca ter tido a oportunidade de mostrar uma história sua original no DCEU, Joss tinha o botão o vermelho, ao pedir mais tempo para fazer um filme decente, não o fez. Simplesmente disse sim para tudo, quando poderia pensar um pouco mais nos fãs e na sua própria carreira ao dizer “precisamos de mais tempo”, mas não foi o que ele fez.

Por fim, além destas, muitas outras matérias sobre o diretor foram publicadas, mas essa foi para ajudar a ilustrar o porquê de tanto hate para com o diretor que criou uma das primeiras heroínas mulheres da TV, Buffy.

Para vocês o hate no diretor é justificado? Diga nos comentários.

Comments